Uma aldeia Portuguesa concerteza

Un village portugais, malgré son humilité a quelque chose à montrer pour les visiteurs
A Portuguese village has more than your walls or your physical space, has its traditions
Un villaggio portoghese permette ai suoi visitatori un senso di ospitalità
Un pueblo portugués permite a sus visitantes un sentido de hospitalidad y tradiciones únicas
Portugal é mais que os locais turísticos regularmente frequentado pelos visitantes, a sua verdadeira essência perde-se nas suas aldeias onde genuinamente o espírito hospitaleiro português ganha a sua melhor forma, onde a culinária tem as suas raízes em séculos de história ditados nos tempos. Uma aldeia portuguesa tem mais que as suas paredes ou o seu espaço físico, tem as suas tradições que apesar da desertificação de algumas aldeias do interior se teimam em manter: Hoje, convido a um pequeno passeio por uma aldeia do interior centro do país (Beira Alta) algures na base da Serra da Estrela. Simples, mas simultaneamente cheia de gente ímpar, que como muitas outras aldeias sabe receber e incluir quem a visita. Fica assim um desafio de ver este Portugal escondido simples mas com recantos de beleza, que convém não deixar morrer. Vamos a mais um passeio fotográfico seguindo a objectiva:









Numa aldeia portuguesa



Á janela dormitava a avó Maria,
na sacada o gato negro preguiçava,
no canteiro a rosa branca despontava
despertada pelo sol do meio-dia.

As comadres regressavam da capela,
as crianças, por mim passavam correndo,
a Rosinha com o cão preso p’la trela,
ia triste pois d’amor anda sofrendo.
Tio Toino segue o jumento, mancando
duma perna que esfolou lá no silvado,
na encosta as ovelhas vão pastando
e o pastor dormitando relaxado.
No curral a Miquelina ordenha a vaca,
num banquinho, mostra a coxa avantajada,
e o Pataias, penteado farto em laca,
“morde” a moça apesar de ser casada.

Vindo tarde, como sempre, o Zé peixeiro,
de atrelado preso à velha motoreta,
pára à sombra aconchegante do pinheiro
e apregoa o peixe fresco de trombeta.

Como loucas, rua abaixo em correria,
aparecem as mulheres alvoraçadas,
pois de certo uma ou outra levaria
as mais gordas das sardinhas desejadas.

Treze horas e a barriga já reclama
contra o cheiro das sardinhas que na chama,
vão assando me aguçando o apetite,
sussurrando… que se lixe essa gastrite!

Gente pura, muito riso e cantoria,
pão caseiro e vinho tinto sobre a mesa,
farta mesa de sabores e alegria
numa aldeia, portuguesa, com certeza!

Abgalvão


 














Findo o passeio, muitos recantos não foram captados pela objectiva mas espero que tenha sido um passeio agradável, há sempre um Portugal desconhecido a ver e a mostrar.
Pensem nisso

António Veiga


6 comentários:

cathoune disse...

coucou et Merci pour tes messages, le cadeau que tu m'as fait - je suis allée sur you tube écouter le morceau que tu m'as choisi...

MERCI BEAUCOUP DE ta gentille attention...
j'aime bien...

Je suis contente aussi de voir les jolis villages portugais que tu mets maintenant sur ton blog..
j'adore les hortensias - J'en ai plein dans mon jardin - des roses, des bleus, des blancs, des rouges et même des hydrangéas...
j'aime beaucoup la photo avec les hortensias et la pompe à eau... Je te fais plein de bisous du soir... BONNE NUIT Gros bisous cathy

ROSARINHA disse...

Pensar?!? A cada dia,a minha vontade de conhecer essas paisagens aumentam cada vez mais... A imagem da Igrejinha me fascinou... Lindo dia meu amigo!! É sempre imensurável o prazer em ter contato com você...
intemasvê!!

Rosa Maria disse...

Olá António!
Obrigada pelo convite :) Cá estou a apreciar teu espaço. Encontro-me encantada com tua sensibilidade ao fotografar, são detalhes tão belos, tão cheios de vida. Quanto ao teu trabalho como pintor, porque não destes seguimento a técnica? Pude perceber que desenhas muito bem.
Fico feliz que estejas acompanhando meu Blog e que te acrescente algo, esse é o objetivo. Apareça sempre, pois eu aparecerei por aqui também :D
Saudações brasileiras!

no mundo da lu(a) disse...

olá ...
agradeço tuas palavras e tua visita ao meu blog....que por sinal anda um tanto abandonado nos últimos tempos.
Mas tudo que há lá existe aqui dentro...
Teu blog é muito bom . Gostei das fotos, das hortências que amo, da igrejinha...enfim, estou louca para conhecer portugal há tempos., fiquei mais curiosa ainda.
Escreví aquele poema que comentastes após terminar o trabalho de montagem da minha exposição.E me sentia extamante daquele jeito....só. Foi bom dividir minha solidão, pois dividindo ela desaparece...
a propósito gostei muito das tuas pinturas.
abraço.

Isabel disse...

Antonio, c'est vraiment superbe, tes photos sont très belles...!
T'as jamais pensé à travailler pour le tourisme au Portugal...?
Tu nous donnes vraiment envie d'aller visiter ton beau pays...!!
Bises
Isabel
http://passionne-de-la-vie.blogspot.com/

debora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Enviar um comentário

 
Home | Gallery | Tutorials | Freebies | About Us | Contact Us

Copyright © 2009 Devaneios de Vida |Designed by Templatemo |Converted to blogger by BloggerThemes.Net

Usage Rights

DesignBlog BloggerTheme comes under a Creative Commons License.This template is free of charge to create a personal blog.You can make changes to the templates to suit your needs.But You must keep the footer links Intact.