Sindrome Tunel Cárpico


As mãos são a parte do corpo que mais evidenciam a evolução humana assim como são um autêntico cartão de visita. Através dos gestos das mãos podemos compreender a atitude e personalidade dos que nos rodeiam, porque sem dúvida elas falam. Elas são também uma autêntica ponte com os outros e não é por mero acaso que muitos dos cumprimentos sociais assim como acordos são firmados com um aperto de mão. As mãos foram ao longo da história o símbolo do trabalho e é com a oponibilidade conjuntamente com a proximidade da visão sobre as mesmas que os nossos antepassados pré Históricos conseguiram evoluir. Com as mãos nasceram todas as grandes obras de arte que conhecemos podemos assim dizer que as mãos são na sua maioria executantes do cérebro. É nas mãos que muitos querem ler o destino, através das linhas que na mesma se imprimem, sendo as impressões digitais algo muito pessoal e que nos identifica quase tanto quanto o nosso DNA.
No entanto é com as mãos que também revelamos grande parte da nossa capacidade beligerante e destruidora. Elas são muito mais que a parte final de cada extremidade superior (ou braço), principalmente nos mamíferos bípedes. Sem dúvida que a mão é de extrema importância na maioria dos desempenhos pessoais, económicos e de lazer, e as estatísticas mostram que o trauma é a maior causa de incapacidade funcional. De acordo com a anatomia humana, a mão é identificada como um componente essencial pois sua função é incapaz de ser reproduzida com a mesma perfeição por outra estrutura do corpo. As actividades comuns da vida diária como vestir, lavar e comer dependem da habilidade manual que vai desde movimentos grosseiros como preensão de objectos grandes até movimentos finos e complexos, como tocar instrumentos
Os movimentos da mão humana são realizados por dois conjuntos de músculos, os intrínsecos, ou seja, que se encontram na própria mão, e os extrínsecos - os flexores e extensores longos, que se encontram no antebraço. Os músculos intrínsecos são os tenares e hipotenares, respectivamente ligados ao 1º e 5º dedos, os músculos interósseos. Estes músculos têm origem no flexor profundo - e são especiais por não terem origem em ossos. A mobilidade da mão pode ser condicionada pelas actividades profissionais daí que determinadas patologias tenham vindo a aumentar com o aumento das actividades laborais no manejo de teclados de computador, sendo a principal a síndrome do túnel cárpico, devendo ser esta considerada como uma doença profissional. Quando essa doença foi relatada pela primeira vez, por volta de 1700, ficou conhecida como a Doença dos Escribas. Depois, em 1920, como a Doença dos Tecelões e mais tarde, em 1965, como a Doença das Lavadeiras.
Constitui, de longe, a mais frequente das síndromes de compressão nervosa periférica, sendo de observação muito comum. Resulta da compressão do nervo mediano na sua travessia do canal constituído pelo ligamento anterior do carpo e os ossos do punho. Surge em muitas situações que determinam espessamento ou edema dos tecidos locais, incluindo artrite, utilização intensiva (domésticas, operadores de teclado), diabetes mellitus, gravidez, hipotiroidismo, exposição a vibrações, entre outras, não há uma causa única e determinada para o aparecimento da doença. A síndrome do canal cárpico é devida a uma compressão do nervo mediano que passa pelo pulso e enerva a face palmar da mão. Esta compressão produz sensações estranhas (disestesias) entorpecimento, formigueiro (parestesias) e dor  nos três primeiros dedos da face palmar da mão. Por vezes, causa também dor e parestesias (uma sensação de formigueiro ou de ardor) no braço e no ombro. Frequentemente, a dor piora durante a noite devido ao posicionamento da mão ao dormir.
Os sintomas nocturnos podem ser originados por uma redistribuição do líquido extracelular devido ao decúbito. Com o tempo, os músculos da face palmar da mão podem debilitar-se e atrofiar-se e haver uma perda da sensibilidade. É uma doença de ocorrência muito comum entre mulheres na faixa de 35 a 60 anos, ocorrendo raramente em homens ou em mulheres mais jovens.
O melhor tratamento para esta síndroma é a interrupção de todas as tarefas que impliquem uma flexão forçada do pulso ou que exerçam pressão sobre o nervo mediano. As talas no pulso e outras medidas, como ajustar a inclinação do teclado, podem ser úteis, mas pouco eficazes a longo prazo. Os anti-inflamatórios não esteróides têm uma boa acção no alívio da sintomatologia, mas com o agravamento e a evolução da doença vão-se tornando menos eficazes.
As injecções de glucocorticoides no nervo por vezes costumam produzir um alívio temporário, com o destaque dos riscos do uso repetido destas hormonas. Um plano de exercícios pode também ajudar a colmatar e a retardar a evolução da doença. A cirurgia é a melhor solução para aliviar a compressão do nervo quando a dor é intensa ou no caso de atrofia ou debilidade muscular. O cirurgião separa as faixas de tecido fibroso, com o objectivo de conseguir uma descompressão do nervo mediano. Antes da intervenção cirúrgica, deve-se fazer um exame à velocidade de condução nervosa para ter a certeza absoluta de que o problema é a síndrome do canal cárpico.
Na reabilitação pode e deve-se usar os exercícios de fortalecimento, por exemplo, são iniciados paulatinamente dando preferência inicial aos exercícios isométricos, seguidos pelos isotónicos de resistência progressiva: molas de diferentes resistências e exercitadores de dedos para o ganho de amplitude de movimento e força.
Após a cirúrgia são destacados um conjunto de informações a reter tais como:
Logo após a cirurgia deverá mexer-se os dedos, abrir e fechar a mão, para evitar o “inchaço” e consequentemente dor. Estes exercícios favorecem a recuperação mais rápida.
Dever-se-á manter o penso sempre limpo e seco.
Se acidentalmente se molhar o penso dever-se-á retirá-lo de imediato e colocar uma compressa esterilizada sobre a cicatriz fixando-a com adesivo e dirigir-se logo que possível ao local onde habitualmente realiza o penso.
Nos primeiros dias pode colocar-se gelo sobre a cicatriz por períodos curtos, tendo sempre o cuidado de não molhar o penso.
A dormir colocar uma almofada de forma a não deixar a mão pendente.
Os pontos são normalmente retirados 12 dias após a cirurgia (contudo não é regra rígida).
Deve manter-se a mão acima do nível do cotovelo utilizando um lenço ou ligadura.
Enquanto a cicatriz não estiver cicatrizada dever-se-á ter cuidado com as actividades onde se tenha que exercer força com a mão.
Depois de se retirar os pontos poder-se-á gradualmente realizar as actividades normais.
Nessas tarefas destaca-se um plano de mobilizações:
• Passivas
Consiste da aplicação de uma força externa para promover uma amplitude de movimento articular e alongar os tecidos moles encurtados, sem utilizar a contracção muscular activa.
• Isométrico sem resistência
É utilizado quando o movimento articular não é possível ou quando não é permitido.
• Isométrico resistido
É realizado da mesma forma que o exercício isométrico sem resistência, com acréscimo de uma resistência externa que pode ser aplicada pelo terapeuta ou contra uma resistência que bloqueia o movimento articular.
• Isotónico activo assistido
O indivíduo move activamente a articulação, de acordo com suas possibilidades.
• Isotónico activo
É uma forma de exercício que requer contracção muscular sem resistência ou auxílio externo.
• Isotónico resistido
É realizado quando o indivíduo consegue mover a articulação em seu arco de movimento completo contra a resistência da gravidade. Pode ser feito de forma excêntrica ou concêntrica: molas, bandas elásticas, massas de silicone.
Fica assim o meu contributo para os utilizadores exaustivos de teclados com risco potencial para esta doença ou os que já sejam portadores, mas o verdadeiro tratamento começa na prevenção.

Pensem nisso

António Veiga



3 comentários:

Angurboda disse...

anche io ho la Sindrome Tunel Cárpico......
ciao!!!!

academico disse...

Um artigo muito completo...

♪..♫..La vida es un tango, si te resvalas sigue bailando...☼ disse...

Muchas gracias por visitar mi Blog, para mi es un gusto visitar el tuyo...

Enviar um comentário

 
Home | Gallery | Tutorials | Freebies | About Us | Contact Us

Copyright © 2009 Devaneios de Vida |Designed by Templatemo |Converted to blogger by BloggerThemes.Net

Usage Rights

DesignBlog BloggerTheme comes under a Creative Commons License.This template is free of charge to create a personal blog.You can make changes to the templates to suit your needs.But You must keep the footer links Intact.