Paralização dos enfermeiros

Os enfermeiros paralisaram porque os querem estagnar. Quando se fala de greves normalmente associam-se apenas a aumentos salariais, não sendo o caso dos enfermeiros que vêm a sua profissão não ser reconhecida pela qualidade dos serviços prestados e com riscos de perda da sua autonomia. A enfermagem é uma das profissões mais relevantes na prestação dos cuidados de saúde pela efectivação diária dos seus múltiplos e diferenciados desempenhos, em todas as instituições de saúde (e só quem necessitou alguma vez na sua vida de cuidados diferenciados de enfermagem consegue dar a devida relevância ao que acabei de afirmar), temos assistido ao longo da última década a uma tentativa progressiva mas intencional, por parte de variados governos no "Poder", para a diminuição do prestígio destes profissionais, que se revelam dos mais qualificados e preparados a nível internacional. Os enfermeiros sentem-se traídos no enorme esforço em tempo e dinheiro que fizeram ao longo dos anos, traídos na falta de reconhecimento profissional por parte dos órgãos de poder político (e não só), pelo não reconhecimento da sua actividade dentro das instituições, traídos na natural necessidade de ambicionarem melhorar os seus padrões de vida e em muitos casos traídos pelos seus próprios pares. Sabendo que nos últimos anos os profissionais de enfermagem, em geral, foram capazes de fazer um enorme esforço de adaptação aos padrões de exigência de uma sociedade moderna, exigia-se por parte dos órgãos de poder mais consideração e atenção aos problemas desta relevante profissão. Todos os dias ouvimos notáveis deste país a apelar, e bem, à necessidade de formação académica e profissional dos trabalhadores portugueses. Todos os dias os ouvimos falar sobre a importância do "know-how" para os trabalhadores e para as empresas.
Ninguém hoje duvida que uma das profissões que mais esforço fez nos últimos 15 anos para aumentar os seus níveis de formação académica e, consequentemente, aumentar as suas competências profissionais foram os enfermeiros. Nos meios académicos sabe-se que é extremamente vulgar encontrar alunos licenciados em enfermagem nos chamados 2ª e 3º ciclos de estudos superiores. O que revela o profundo interesse destes profissionais na melhoria da sua formação científica e profissional. Como se pode compreender que os enfermeiros portugueses sejam os únicos profissionais que não são remunerados de acordo com o seu nível académico? Alguém consegue responder a esta questão de forma lógica? E, sendo muitos deles Mestres e Doutorados nas melhores Universidades do País e em várias áreas da saúde, como se justifica não fazerem parte dos órgãos de decisão? O preconceito histórico continua enraizado na cultura portuguesa face a esta profissão. Arredados dos centros de decisão e esquecidos pelos media para discutir temas para os quais estão superiormente qualificados, As culturas institucionais de poder, por mero preconceito histórico, continuam de forma sustentada e intencional a querer subjugar estes profissionais sem se terem dado conta que tudo mudou e continuará a mudar à sua volta e os orgãos de informação continuam na atitude de os ignorar.. Têm que conseguir destruir os seus "mitos" relativamente a esta profissão sob pena de ser continuar a perder uma importante base de trabalho no sector da saúde, pois os enfermeiros são profissionais de nível superior da área da saúde, com aptências para exercerem cuidados de qualidade e cargos de responsabilidade na promoção, prevenção e na recuperação da saúde dos indivíduos, dentro de sua comunidade e são pedra essencial e fulcral em qualquer sistema de saúde, porque eles são sempre os profissionais presentes, que mesmo estando em greve continuam a prestar os cuidados mínimos para que não haja prejuízo efectivo para os doentes. 
 
Pensem nisso

3 comentários:

Siempre quise ser Al Capone disse...

SI, LA ENFERMERÍA DICEN QUE ES UNA DE LAS CARRERAS MÁS NOBLES
ES UNA profesión de esfuerzo, y la entrega de Nobleza

academico disse...

O que aconteceu? Li tudo mas não percibi bem... é pelo salário? tem de ver com a carrera professional? (que acho que já teve uma greve o ano anterior).

Acho que é o problema de sempre... nos paises todos acontece esso... mas acho que va mudar...

academico disse...

Pois, entao é muito injusto...

Enviar um comentário

 
Home | Gallery | Tutorials | Freebies | About Us | Contact Us

Copyright © 2009 Devaneios de Vida |Designed by Templatemo |Converted to blogger by BloggerThemes.Net

Usage Rights

DesignBlog BloggerTheme comes under a Creative Commons License.This template is free of charge to create a personal blog.You can make changes to the templates to suit your needs.But You must keep the footer links Intact.