Aprender a conhecer o saber

Hay lugares que tienen su encanto peculiar, algo que a simple vista no observamos pero que sin embargo, cuando llegamos a casa y miramos las fotografías, nos hace recordar con nostalgia los momentos vividos, y es en ese momento cuando mostramos con deleite esas fotografías a los amigos, o las llevamos de salvapantallas en el ordenador durante un tiempo. Uno de esos lugares con encanto especial es Coimbra.Coimbra es una pequeña ciudad de 150.000 habitantes que contiene historia en todos sus muros. Fue una de las ciudades más antiguas de portugal, tuvo su esplendor en la época romana y presume de tener una de las universidades más antiguas del mundo. Fue capital de Portugal desde 1139 hasta 1256 y poco después, en 1290, fundó su anciana universidad que todavía es el centro de referencia de la localidad. En el barrio llamado cidade alta podemos visitar varias iglesias de interés histórico y callejuelas sobre una colina con vistas al río Modego.

Aujourd'hui je vous invite de vous promener à Coimbra, une ville importante du Portugal située au centre du pays et surplombant le fleuve Mondego. C’est à Coimbra que fut construite la première université portugaise, l'université de Coïmbre. Elle compte parmi les plus anciennes d'Europe avec la Sorbonne, Bologne, Oxford ou Salamanque, c'est pour ça qu'on appelle la ville universitaire du Portugal. Coïmbre fut le lieu de naissance des six premiers rois de Portugal et, en concurrence avec Guimarães, la capitale du Portugal avant la prise de Lisbonne. Il ya aussi la chanson Coimbra relève d'une tradition musicale particulière qui s'est épanouie dans la communauté universitaire de cette ville du centre du Portugal. Ses protagonistes: chanteurs, compositeurs, poètes et instrumentistes, sont des hommes, étudiants de université pour la plupart, ou bien diplômés et professeurs. Leurs concerts constituent un élément fondamental de la vie de étudiant et des rites universitaires. (vídeo)-  Jumelages avec les villes françaises de Poitiers, Aix en Provence

La città di Coimbra è famosa per la sua Università, fondata nel 1290, fra le prime in Europa. Ad oggi è il maggior centro universitario del paese ed ospita, oltre agli studenti del luogo, circa 20.000 studenti provenienti dalle altre città del Portogall. Gemellaggi con la città italiana Padova

Coimbra although it served as the nation's capital during the High Middle Ages, it is better-known for its university, the University of Coimbra, which, established in 1290, is one of the oldest in Europe and the oldest academic institution in the Portuguese-speaking world.

Hoje convido-vos a mais um "safari" fotográfico por uma cidade portuguesa muito antiga, Coimbra. Falar de Coimbra é falar de magia, conhecimento e dum conjunto de tradições que envolvem a cidade e forçosamente de quem a visita e de quem nela vive ou viveu.  Chega a ter saudades dela, quem nunca nela viveu.. Coimbra é uma cidade universitária e forçosamente uma cidade da cultura, conhecimento e saber. Cada vez mais as pessoas não têm tempo para pensar, embora cada vez tenham mais conhecimentos têm menos saber, pois limitam-no duma forma monotemática compartimentando e limitando a uma pequena parte.. Precisamos saber o que é o mínimo e o que está além dele. Contrariamente ao que hoje se faz crer para sabermos bem as coisas, é preciso sabermos os pormenores, e como estes são quase infinitos, os nossos conhecimentos são sempre superficiais e imperfeitos. Uma vez que não podemos ser universais e saber tudo quanto se pode saber acerca de tudo, é preciso saber-se um pouco de tudo, pois é muito melhor saber-se alguma coisa de tudo do que saber-se tudo apenas de uma coisa. O mínimo é o conhecimento que precisamos para viver. Isso inclui aquele necessário para desempenhar bem o trabalho, os estudos obrigatórios para se obter um diploma e conhecer as regras mínimas de convivência em sociedade (simplificando, seria a ética). Para além deste mínimo, temos conhecimentos em diversas áreas que podem ser cultivados: entretenimento, desportos, artes, tecnologia, política, religião, ciências, etc. Não há área mais ou menos louvável, mas no âmbito colectivo, podemos dizer que conhecer, por exemplo, sobre política seria essencial, haxer um espírito crítico para não aceitar de forma quase submissa as decisões políticas. Platão já dizia que nenhum cidadão estaria realmente a exercer a sua cidadania se não fizesse parte da política local. Actualmente o poder financeiro sobrepõem-se ao saber, e muitas vezes este último é subjugado ao primeiro,  levando a erros estratégicos como aconteceu com Portugal que ignorou todos os seus conhecimentos relativos ao mar e à agricultura e  se subjugou a troco de incentivos financeiros para virar as costas para a produtividade e investigação nessas áreas levando actualmente o país à situação que se encontra de quase absoluta dependência do exterior. O rei D. Dinis teve a visão futurista de consolidar o estudo universitário no país, trazendo cientistas da época para a Universidade de Coimbra e simultaneamente apostando na agricultura, no comércio externo e apostando nos conhecimentos da navegação do mar. A epopeia marítima dos portugueses começa assim muito antes dos reinados da segunda geração, pois todo o conhecimento e saber começou a ser preparado anteriormente, facto que hoje os políticos e decisores descuraram e cada vez mais se sujeitam ao poder económico e há vida, desenvolvimento para lá das imposições financeiras, pois a planura mental que é fomentada actualmente é a causa do descontentamento e vexames que o país actualmente vive, pois saber é compreender como é que a mais insignificante das coisas está ligada ao todo; nada existe por si só. A verdade é que Portugal é um país priveligiado pela costa e clima que tem, mesmo que não se queira tirar proveito disso ou se preocuparem com ela. A verdade é verdadeira, o facto é real, mesmo sem se preocuparem com ele: ele faz parte do nosso passado mas sobretudo é a nossa mais valia de futuro embora ignorada  e hipotecada no presente, pelo pagamento a agricultores para deixarem os campos e aos pescadores para venderem as embarcações, apoios estrategicamente endereçados a elementos ou a próximos deles, nos partidos de poder, elevados vencimentos nas classes superiores da administração pública, o tácito desinteresse da Justiça, frente àcorrupção galopante e um desinteresse quase total das Finanças no que respeita à cobrança na riqueza, na Banca,na especulação, nos grandes negócios, desenvolvendo, em contrário, uma atenção especialmente persecutória junto população mais pobre. Contrariamente às apostas que foram feitas há muitos anos atrás em Coimbra no conhecimento  e saber actualmente a população está pior preparada nos bancos das escolas, no secundário e nas faculdades, há "chumbos de turmas inteiras, no secundário e universidade e o estado e as instituições mantêm o mesmo modelo e conduta, assume-se como culpa exclusiva dos alunos e as outras culpas repartem-se ao gosto de quem está na oposição ou no governo, fdicando os jovens comprometidos na sua  capacidade de decisão, muito condicionada à que  lhe é oferecida pelos órgãos de Comunicação. Evidentemente, alguns que de facto têm paixão pelo conhecimento e saber acabam por dar o "salto" para o exterior. Não há um único meio ao alcance das pessoas mais esclarecidas e por isso, “non gratas” pelo establishment, onde possam dar luz a novas ideias e à realidade do seu país, envolto no conveniente manto diáfano que apenas deixa ver os vendedores de ideias já feitas e as cenas recomendáveis para a manutenção da sensação de liberdade e da prática da apregoada democracia. A democracia praticada tem tendencia à bipolarização de dois partidos que se confundem e o sucesso muitas vezes está associado à filiação neles, selecção dos gestores, dos directores e dos cargos de relevo da vida nacional nas mais variadas vertentes  é feita exclusivamente por via partidária, não se promove o diálogo proclama-se um totalitarismo novo que são as maiorias absolutas, pois já ninguém sabe dialogar neste país, talvez seja por isso as más notas em Português pelos alunos, porque quanto a matemática já sabemos que os políticos não sabem fazer contas. A aposta feita na educação requeria mais rigor para uma formação mais adequada dos formandos e a criação do gosto pelo saber. Certamente, uma pessoa com uma vasta gama de conhecimentos é mais interessante em todos os círculos: profissional, pessoal, afectivo, etc. Além disso, pessoas com conhecimentos em diversas áreas tornam-se menos manipuláveis e mais influentes. Conhecimento é hoje um insumo essencial para a competitividade. A velocidade vertiginosa do avanço da tecnologia eliminou a possibilidade de inserção nos mercados internacionais das empresas que se limitam a copiar produtos.  Cada vez mais, somente aquelas capazes de criar ou agregar conhecimento ao que fazem conseguem vencer. A capacidade das nações para gerar conhecimento e aplicá-lo ao desenvolvimento depende de vários factores, como o número de pessoas com educação adequada para operar máquinas complexas, a quantidade de cientistas e engenheiros na população, quantos destes trabalham para empresas, o grau de difusão das tecnologias de informação.

Banhada pelo Rio Mondego,Coimbra uma pequena cidade com cerca 150.000 habitantes, uma das mais antigas de Portugal,  que espelha história en todos os seus muros, ao longo dela deu a mais valia da formação superior e também nela vingaram movimentos de ideias que pela solidez e diferença se imposeram nos tempos tendo como base da sua existência ao longo dos tempos: com os estudantes de  capas negras da sua Universidade como referência inultrapassável, desta surgem movimentos estudantis, de cariz quer político, quer cultural, quer social, assim as suas infraestruturas, organizações e empresas para além da sua importância histórica e privilegiada posição geográfica têm um papel essencial no centro da espinha dorsal do país. O safari fotográfico começa pelos campos bucólicos que circundam Coimbra subindo a cidade desde o Mondego até à Universidade terminando em três vídeos que dão voz à canção de Coimbra que nas vozes e na guitarra ilustram os sentimentos de quem viveu e sentiu Coimbra. Espero que este o passeio virtual dê uma ideia de Coimbra para os que não conhecem e  alimente o sentimento aos que por ela passaram, vivem ou viveram.






























Coimbra, velha cidade
De ruas medievais;
Do Penedo da Saudade
Onde tantos imortais
Poetas e trovadores,
Tiveram os seus amores
Nos tempos da mocidade…

Coimbra dos estudantes
E das tricanas bonitas,
Das noites inebriantes
Da tua Queima das Fitas…

Coimbra, cidade linda,
Foste sempre e és ainda
A cidade capital
Do amor em Portugal!

Tens na Fonte dos Amores
O amor simbolizado
Por D. Pedro e D. Inês
Num romance consagrado.

Rio Mondego, o Choupal,
O teu Jardim da Sereia
E a Escada Monumental
Junto à Universidade…
Fazem de ti, sem igual,
A mais bonita cidade!
Deste nosso Portugal!...

Coimbra de tradições,
Cidade-mãe de doutores
E da velha Universidade;
Fazes vibrar corações
Por tantas recordações,
Numa palavra…és saudade!

(autor desconhecido- retirado da net)






Imortalizada a canção de Coimbra no Grande cantor José Afonso:
E pelo guitarrista Carlos paredes uma música de António Portugal




E para a despedida um dos mais importantes nomes da Balada coimbrã, Fernando Machado Soares é intérprete e compositor desta maravilhosa Balada da Despedida.

Esta canción representa una salida para los estudiantes de Coimbra y la finalización de sus cursos y se canta en la Serenata monumental

Cette chanson représente un nouveau départ pour les étudiants de Coimbra et l'achèvement de leur cours et elle est chantée dans le Serenata monumentale

This song represents a departure for students of Coimbra and the completion of their courses and is sung in the monumental Serenata.

Questa canzone rappresenta una partenza per gli studenti di Coimbra e il completamento dei corsi, ed è cantata nella Serenata monumentale
 


7 comentários:

Ana disse...

olà Antonio !

Muito obrigada pela mensagem depositada no meu blog.
De facto agradeço a nossa amiga comum "Cathoune" que fez com que nos interligacemos :)
Nao repares nos possiveis erros ortograficos derivados ao meu teclado Azerty ...
Fico contentissima por descobrir mais um nativo do meu pais de origem que tanto admiro e do qual sinto muita falta.
Por ventura, o teu bilhete de hoje me fala muito e traz uma saudade muito especial !
Imagina que sou da regiao de Coimbra !!!
Mais precisamente pertencente ao concelho de Penacova (talvez jà tenhas ouvido falar ?)
Vivo cerca de Paris para melhor te situares.
é com muito prazer que te insiro nos meus blogs preferidos !
Passa uma boa noite de descanço.

Até muito breve,

um abraço,

ANA

Marcia F. disse...

Todas as vezes que venho a esse espaço, faço uma viagem na História e nas belas cidades portuguesas.
Um prazer sempre!
Abçs
Marcia

Por Ela disse...

Olá boa noite! Passando para retribuir a visita!
Fiquei encantada com a sua visita ao meu blog e com o convite pra ver imagens, justamente de Portugal... olha que coincidência, sou neta de portugês e portanto louca para conhecer o país.
Sucesso! Estarei sempre por aqui ^^

http://www.porelaentretenimento.blogspot.com/

Bela disse...

Ola Antonio!

Obrigada pela visita em meu blog!

Seu blog eh muito bem feito. Parabens pela dedicacao!!

Fiquei deslumbrada com o conteudo e pesquisa feita. Aumentou minha vontade de conhecer Portugal, Coimbra eh simplesmente uma cidade encantadora.

um abraco

isella moon dream's disse...

que bella es la ciudad de Coimbra, con sus importantes universidades, sin duda es la ciudad del conocimiento como bien lo describes, y nos recuerdas ademas que Portugal tiene historia. me ha encantado, muchas gracias por invitarme, saludos!

♪..♫..La vida es un tango, si te resvalas sigue bailando...☼ disse...

Muy lindo!!!! me encanto..... gracias por tu visita en mi blog, es un gusto leerte y seguirte!

Un abrazo!

cathoune disse...

Coucou Antonio
je suis venue te faire un petit coucou.... et voir comment tu vas ?? Il est bien joli ce reportage sur Coimbra...j'ai visité, j'ai admiré toutes tes photos, j'ai regardé les vidéos, et même j'ai écouté la chanson.... Merci pour tout ce partage... Coimbra est une bien jolie ville universitaire, et aussi riche par ses monuments - je t'ai reconnu posant sur le parvis de la cathédrale...Je connaissais de nom, j'en avais déjà entendu parlé, mais maintenant j'ai vu les photos... Je connais aussi Salamanca pour y être allée avec Eugénio.... Donc merci pour tout ce reportage ...
j'ai vu qu'Ana t'a posté un message - c'est une copine à moi, très gentille, très douce, elle est portugaise - Elle a un blog (la houpette de Romain) - Tu peux aller si tu veux lui rendre visite, je crois qu'elle aimera, elle, c'est une compatriote à toi,et elle avait sa famille au portugal, elle parle ta langue, elle est très gentille et très mignonne aussi - je l'aime beaucoup .... BISOUS Antonio, j'espère que tu n'as pas trop de soucis.... bisous à ton épouse et tes enfants, bisous à tous
cathy

Enviar um comentário

 
Home | Gallery | Tutorials | Freebies | About Us | Contact Us

Copyright © 2009 Devaneios de Vida |Designed by Templatemo |Converted to blogger by BloggerThemes.Net

Usage Rights

DesignBlog BloggerTheme comes under a Creative Commons License.This template is free of charge to create a personal blog.You can make changes to the templates to suit your needs.But You must keep the footer links Intact.