Mudanças

The concept of proximity policy: it is a policy based on mutual benefits and obligations.

Actuellement, national et internationalement ont essaye de suivre dans un monde qui ouvre de nouvelles opportunités, mais aussi lancer de nouveaux défis, comme les plus sévères taux de chômage.

Las nuevas tecnologías tienen un papel clave en la cercanía al ciudadano, que está lejos, cada vez más, del activismo político y social

In assenza di progetti sul campo, le politiche sono solo buone intenzioni.


Há oito dias atrás enviei o texto seguinte para publicação no Notícias de Vizela que, concerteza,  por opção ou interesses editoriais não publicou, há que respeitar essa decisão, fica aqui a possibilidade de possíveis interessados o lerem:


Há mudanças em Vizela, e tempos de mudança impõem grandes responsabilidades. Algumas das alterações de postura por parte do município revela pelo menos alguma vontade de mudar. Essa mudança pode não passar de boas intenções se ficar no marasmo do querer fazer e com nada avançar, simultaneamente nos avanços conseguidos há que dinamizá-los, senão não passam de meros gabinetes com alguns lugares cativos. Se não houver projectos no terreno, as políticas não passam de boas intenções. Não se pode deixar de notar logo as feitas na forma do atendimento e da disposição dos móveis no edifício da câmara, onde apresenta maior proximidade com os utentes, aguardando-se assim se a eficácia e a qualidade dos serviços prestados vai ou não ser proporcional. Apenas um reparo, o caixote de lixo para o público é erradamente um bengaleiro (recipiente para guarda chuvas), dever-se-ia pensar mais verde e ecológico e colocar embalagens para depositar lixo de forma diferenciada, partindo da câmara esse exemplo (e o preço até nem é tão exorbitante). Na conjuntura Nacional e Internacional estamos a tentar acompanhar um mundo que abre novas oportunidades, mas que simultaneamente nos coloca perante novas ameaças, como a mais grave o desemprego, cuja tendência actual em nada é favorável. Se quisermos acompanhar o ritmo deste mundo em constante evolução e dar resposta às crescentes responsabilidades globais, temos, enquanto concelho, de adoptar as medidas necessárias. Se quisermos satisfazer as expectativas e esperanças cada vez maiores dos munícipes.


A necessidade de uma nova perspectiva política para as relações com os munícipes, com vista a auscultá-los de perto, fornecer-lhes incentivos, injectando uma nova dinâmica nos processos em curso e desenvolvendo uma parceria aberta e evolutiva. É o conceito de política de proximidade, uma política baseada em benefícios e obrigações mútuas, que representa um contributo importante do edil, criando assim novas esperanças. A esperança é algo de estranho. Tem muito a ver com o crédito ou a confiança que as pessoas depositam. Influencia o modo como encaramos as decisões ou as situações. Como poderá um concelho perspectivar o seu futuro num clima quando lhe falta a orientação ou confiança? A esperança aponta o rumo a seguir, inspirando assim a confiança. Mas o futuro que começa hoje tem de ser atraente e continuado para que a esperança perdure, daí a necessidade de aliciar ao investimento como o avanço de medidas para fixar empresas no concelho. Em complemento destas medidas de proximidade imperava uma apostas devidamente informada e assistida das novas tecnologias, com oferta de serviços on line. As novas tecnologias têm um papel fulcral na proximidade com o cidadão, que se vem afastando, cada vez mais, do activismo político e social. Além da crise económica, vivemos uma crise de valores sem precedentes, com a comunidade política sendo descredibilizada a toda a hora (umas vezes justa outras injustamente) pela nossa população.

A proximidade deve incidir não só no que se depara à vista duma presidência aberta mas também, dinamizar perspectivas de emprego e competências no domínio da acção social, criação e apoio de serviços que asseguram de forma directa num quadro de proximidade física ou relacional, a valorização das pessoas, o seu bem-estar e qualidade de vida, sendo um exemplo a AIREV.



Vizela, deve tentar aliciar as suas gentes mas deve ser um pólo de atracção para os seus vizinhos. Que temos nós para oferecer aos nossos novos vizinhos num futuro próximo? Que perspectivas podemos dar?lhes? São estas as questões a que temos de responder. Vizela será mais rica quando ser vizinho de Vizela significa melhores oportunidades comerciais, num contexto político e económico mais atractivo. Pensará o Edil nisso, permitindo: o fecho das termas, a falta de incentivo turístico e cultural? Será que o monte de S. Bento e o rio ou mesmo a cidade estão devidamente vocacionadas para o efeito? Não bastam presidências abertas para que tudo se resolva, nem com elas se consegue resolver tudo e pode-se correr o risco de não conseguir nada senão perda de tempo e credibilidade. Sabendo o edil que todos vamos estar atentos e toda esta proximidade vai permitir-nos ser suficientes frontais escamoteando manobras de marketing político imbuídas em populismo...

Pensem Nisso

António Veiga

5 comentários:

Marília Lage. disse...

Olá, Antônio.
Agradeço pelo comentário no meu blog e, graças à ele, venho até o teu. Gostei muito das fotos e dos vários temas cujo é tratado aqui.
Meus parabéns e voltarei mais vezes. (:

Angurboda disse...

Grazie per il commento che mi hai lasciato!
Complimenti, vedo che hai tantissimi interessi!!!! Anche a me piace molto la musica,la poesia,i paesaggi, l'arte e la fotografia, espressioni di quello che abbiamo nel cuore.
Ciao!!!:)

marcia disse...

Não sei se o mestre aprende com o aprendiz, mas agradeço as sábias palavras.
ótima semana,
bju

Aroma en el quilibrio, almendra congelada por el frio... disse...

Me gusto mucho tu perfil, gracias por escribirme.

Feliz dia!

marcia disse...

o que posso dizer além de muitoooooo obrigada!
simplesmente fantastico seu texto e a delicadeza das palavras diante de um tema tão complexo, afinal beleza é subjetiva.
Mas o agradecimento é pela a citação do meu blog! Me sentir homenagiada! bjuuu
Marcia

Enviar um comentário

 
Home | Gallery | Tutorials | Freebies | About Us | Contact Us

Copyright © 2009 Devaneios de Vida |Designed by Templatemo |Converted to blogger by BloggerThemes.Net

Usage Rights

DesignBlog BloggerTheme comes under a Creative Commons License.This template is free of charge to create a personal blog.You can make changes to the templates to suit your needs.But You must keep the footer links Intact.