Gerês: o tempo pára a natureza acontece


El Parque Nacional Peneda-Gerês está situado en el noroeste de Portugal y es el único parque nacional de Portugal (si bien hay numerosos parques naturales, paisajes y reservas protegidos por todo el país). Una importante particularidad del paisaje es la constante presencia del agua. Son muy comunes los arroyos y las cataratas en las laderas de los montes y el parque está atravesado por varios ríos.

Le parc national de Peneda-Gerês, royaume de cascades (il y pleut plus de cent jours par an) et de gorges abruptes, mais le cœur sauvage du parc se situe en altitude, avec d'imposantes roches de granite déchiquetées, de landes battues par les vents et de plateaux désertiques parsemés de taches vertes des houx géants.  Il est situé tout au Nord de Portugal.

The Peneda-Gerês National Park  was created on 1971 due to its national and international scientific interest, with the aim to protect the soil, water, flora, fauna, and landscape, while preserving its value to the existent human and natural resources.

Il Parco nazionale di Peneda-Gerês è una delle maggiori attrazioni naturali del Portogallo per la rara e impressionante bellezza paesaggistica e per il valore ecologico. Infatti, oltre a una lussureggiante vegetazione arborea, è presente una ricca fauna selvatica.

Soturno e taciturno parco em esperança, depois da euforia do campeonato Europeu de futebol o país mergulhou de novo na sua realidade e vestiu-se de cinzento, o rubro e verde hibernaram aguardando um novo sonho desperte e culmine.  O simbolismo do verde no desfraldar da bandeira das quinas, ilustra a esperança, agora ténue, no entanto o verde simboliza paz, segurança, esperança em abundância e confiança. O verde é a cor mais harmoniosa de todas, representa as energias da natureza, equilíbrio e recomeço, é com ela que a maioria das árvores indiciam um novo ciclo, é uma cor sempre indiferente e calma, que não se dirige para nenhuma direção, nem encerra qualquer elemento de alegria, tristeza ou paixão. è nesrte sentido que vos convido hoje a mais um "safari fotográfico" por uma das maiores manchas verdes deste pequeno país, sendo um importante destino turístico desde há mais de um século, o Parque Nacional da Peneda-Gerês. é uma marca a defender, preservar e contemplar, onde os povos serranos governaram-se durante séculos por um regime comunalista tradicional, escolhendo cada povoado os seus organismos próprios para zelarem os interesses comuns dos moradores; deste regime subsistem ainda alguns usos relativos à utilização de certas zonas de pastoreio. Uma das maiores riquezas do Gerês, é certamente a sua flora, tem alguns espécimes muito pouco comuns noutras regiões, no entanto a fauna selvagem também é de referenciar (corços, garranos, lobos, aves de rapina).  O Gerês sempre simbolizou a harmonia entre o Homem e a natureza, numa partilha permanente de actividades e sentimentos, das gentes aliada à Natureza das inóspitas montanhas de granito moldadas pelo tempo. As águas correm cristalinas pelos ribeiros e o ar puro envolve a grande diversidade da fauna e da flora proporcionando um movimento contínuo de calma e prazer.O Parque  é considerado pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera, sendo o único parque nacional de Portugal.

Neste "safari fotográfico" vamos até ao Norte de Portugal no extremo nordeste do Minho, fronteira com a Galiza, estendendo-nos até Trás-os-Montes, para testemunharmos as variações de altitude e as influências atlântica, mediterrânica e continental traduzindo variedade e riqueza do coberto vegetal: matos, carvalhais e pinhais, bosques de bétula ou vidoeiro, abundante vegetação bordejando as linhas de água, campos de cultivo e pastagens, a abundância das águas que alimentam os rios Cávado e Homem.  Não admira por isso que o homem tenha deixado nela sinais da sua presença desde os tempos pré-históricos, reforçando o já notável valor ecológico com valiosos elementos culturais. As matas do Ramiscal, de Albergaria, do Cabril, todo o vale superior do rio Homem e a própria Serra do Gerês são um tipo de paisagem que dificilmente se encontra em Portugal algo de comparável À sua rara e impressionante beleza paisagística inclui trechos da estrada romana que ligava Braga a Astorga, conhecida como Geira, o passado é também assinalado nos castelos de Castro Laboreiro e do Lindoso, monumentos megalíticos.

Conforme podem ver no decurso do "safari fotográfico", o verde domina em quase toda a paisagem,aqui e ali rasgado pelo azul das águas cristalinas, que harmoniza e equilibra, sem pressas que há tempo. Por estas terras, o tempo parece parar mas nesta calmia a natureza acontece em toda a sua essência numa permanente renovação de esperança e perseverança, talvez seja a necessidade duma renovação desta aldeia global que faça o país vestir-se de verde: fértil de sonhos e esperança.

Pensem nisso


















































2 comentários:

Isabele disse...

Agradeço sua visita e o comentário ao meu blog, eu adoro quando pessoas de outros países mantêm contato pelo blog. O seu é bem interessante, bem profissional, parabéns!! Eu sou apaixonada pela cultura portuguesa e por... Amália Rodrigues... rsrs... Um beijo!!

Ana María - Penélope disse...

El Parque Nacional Peneda-Gerês es un lugar hermoso, según consta en las fotografías. Ya me imagino caminando por esos senderos en compañía de los duendes y las hadas...
Gracias por invitarme,
Penélope

Enviar um comentário

 
Home | Gallery | Tutorials | Freebies | About Us | Contact Us

Copyright © 2009 Devaneios de Vida |Designed by Templatemo |Converted to blogger by BloggerThemes.Net

Usage Rights

DesignBlog BloggerTheme comes under a Creative Commons License.This template is free of charge to create a personal blog.You can make changes to the templates to suit your needs.But You must keep the footer links Intact.